As Médias Móveis como auxiliares para o Trading

Estamos actualmente numa situação de indecisão financeira mas numa carteira que possuo onde compro acções de empresas que se encontram em situações fundamentais boas começo a reforçar as compras pois acredito que possamos por um lado estar próximo do fundo das quedas, digo isto porque o pânico está generalizado,  nos mercados predomina a ganância evidenciada pela volatilidade e torna-se cada vez mais difícil fazer dinheiro no curto prazo. Pretendo ter esta carteira com estes activos mais de 5, 6 anos. É uma forma de investimento que ainda não desenvolvi aqui no site, mas falo nisto pois tenho recebido muitos e-mails do género: “O que é que vais fazer agora com esta situação nos mercados financeiros?”. Eis a resposta do que estou a fazer, claro, para além do trading no intraday do DAX.

Neste post quero então explicar o que são as médias móveis e como estas se aliam ao trading nos vários períodos de negociação.

Em que timeframes (habituem-se a essa palavra, que significa período de negociação) é que podem ser utilizadas as médias móveis?

Todos os timeframes, praticamente. Com candlesticks de 1 minuto, 5 minutos, 10, 20, 1 hora, 4 horas, 1 dia e por aí adiante. Tal como os suportes e as resistências as médias móveis mais importantes são aquelas que estão presentes nos timeframes mais longos, 1 dia, 1 semana. Ou seja, se estamos a ver um gráfico de 1 minuto não devemos descortinar as médias móveis geradas em timeframes mais largos, o inverso não é tão importante.

O que são então as médias móveis?

As médias móveis são a ferramenta mais popular de análise técnica, existem a média móvel simples , a média móvel exponencial e outras menos conhecidas. Ambas oferecem um valor indicativo “atrás da cotação actual”, ou seja, não prevêem o futuro, apenas são indicadores que mostram o estado e NÍVEL do mercado no momento do trading. Actualmente o valor das Médias Móveis é calculado automaticamente pelos softwares das empresas fornecedoras de cotações e dados técnicos, como por exemplo a sua plataforma do Banco Best ou mesmo o ProRealTime.

No cálculo da Média Móvel Simples (MMS ou MMA (A de Aritmética), em inglês SMA (Simple Moving Average)), temos que:

SMA=(C1+C2+C3+….+Cn)/N)

Em que C1 é a primeira cotação de fecho do período em mente, e N o número de dias (ou períodos) que queremos a média móvel. Podia ser de 5 minutos, 20 dias, 50 dias, 10 semanas, etc. O valor obtido deverá ser então colocado então no último dia de cotação. Vejamos um exemplo de uma Média Móvel Simples num timeframe semanal, de 1999 até aos dias de hoje de uma acção que todos vós devem conhecer, A Cimpor. Nota para o facto de ser uma média móvel de 50 semanas!

Fora desenhada uma linha verde que segue o trajecto da cotação, se quisermos fazer um trading apoiado na média móvel de 50 semanas, teríamos que ter em mente que:

  1. Quando a média móvel está abaixo da cotação, ou quando atravessa a cotação em baixa, temos um sinal de compra. Usa-se muito a expressão “cross over e cross down” para falar na forma como a média se move perante a cotação. Neste caso, temos sinal de compra, se virmos um cross over da média em relação ao preço actual.
  2. Inversamente, quando a média móvel está acima da cotação estamos em estado de venda, ou quando temos um cross down da média móvel em relação ao preço actual.

É desta forma que se analisam os sinais gerados pelas Médias Móveis, de qualquer tipo que sejam, sejam simples ou exponenciais. No caso de uma média móvel exponencial, apenas teríamos diferenças nos cálculos, mas a interpretação seria a mesma. Este tipo de média móvel denomina-se exponencial pois consegue antever movimentos que só seriam mais tarde registados na média móvel simples, mas resultados antecipados significa mais risco e é por isso que não gosto muito desta média móvel.

EMA (Exponential Moving Average ou MME)=PreçoHoje x K +EMAOntem x(1-K)

K=2/n+1

K deriva da fórmula acima, e n representa o período em consideração.

Com a evolução das técnicas de criação de sistemas de trading, surgem mais médias móveis e médias cada vez mais complexas, que passando o limite do razoável a complexidade torna-as mais complicadas e apenas “preveêm o passado”. Grande parte dos sistemas de trending são baseados nas médias móveis.

Em que instrumentos podem ser utilizadas as médias móveis?

Não podem, DEVEM ser utilizadas em todo o tipo de instrumentos, seja Forex, Acções ou Futuros. Todavia eu não utilizaria na negociação do DAX por exemplo, em CFD’s, isto porque este instrumento é negociado de forma muito diferente e segundo condições distintas dos diversos bancos, uns têm horário mais pequeno, das 08h as 16:30, outros permitem a negociação até as 21 horas e outros ficam abertos 24 por dia, de segunda a sexta, como na GFT. Logo, é necessário um estudo intenso se pretendermos utilizar as médias móveis num único instrumento.

Abraço a todos!

Sobre o Autor:

Quase a terminar o Mestrado em Finanças e com um longo historial na área financeira e mercados bolsistas Muhammas traz-nos as últimas novidades para Ganhar dinheiro em Forex, Acções e Commodities.

4 Comentários para "As Médias Móveis como auxiliares para o Trading"

Trackback | Feed dos Comentários

  1. Luis Soares diz:

    Nunca é de mais saudar-te pelas excelentes contribuições que vens dando neste espaço. Um manancial de informação compilada para quem se inicia nesta coisas.
     
    No intraday do DAX, tens preferencia de negociação por algum periodo do dia. Por exemplo, preferes trabalhar mais a partir das 14:30, aquando da abertura de Wall Sreet, ou é indiferente? Vês relevÂncia em poder negociar as 24 horas? Naõ te parece que até ao fecho de Wall Street é suficiente?

    Abraço

Coloque um comentário